Dieta ou Plano Alimentar?

07/03/2016

Esses dois conceitos andam misturados e tudo se transformou em dieta. Mas será que tudo que fazemos em relação a alimentação é dieta?

 

Entendendo melhor:

 

Dieta – Conjunto dos alimentos e nutrientes que constitui o comportamento nutricional dos seres vivos. O conceito provém do grego e significa “modo de vida”. No dicionário, dieta está designada como “Regime alimentício prescrito a um doente ou convalescente. Privação de todos ou de alguns alimentos, em caso de doença. Emprego metódico das coisas úteis para a conservação da saúde. Predominância de um alimento na nutrição”.

 

Hoje o termo "dieta" é muito utilizado pelos programas de regimes especiais: para perder peso ou para diminuir o impacto de certas doenças, se assemelhando mais ao conceito do dicionário.

Mas, se "dieta" é o seu “modo de vida” em relação a alimentação, no caso de uma restrição alimentar estaria havendo uma alteração da sua dieta, ou em seu modo de vida.

 

Por exemplo: dieta vegetariana (não comer alimentos de origem animal), dieta para hipertensos (dieta com restrição de alimentos e/ou quantidades de alimentos contendo sódio ou gorduras). Esse tipo de alimentação é generalizado e geralmente a dieta expressa um modo de alimentação pertencente a determinado grupo (vegetarianos e hipertensos, como nos exemplos citados).

 

Talvez, por isso, a palavra dieta já soe aos seus ouvidos como "serei proibido de comer alguma coisa que gosto", porque haverá a restrição de algo que já é hábito na sua vida e toda dieta restritiva gera impactos na saúde, seja pela falta de algum nuriente importante, seja pela falta de algum nutriente importante, seja pela ansiedade criada.

 

Plano Alimentar – O plano alimentar já se traduz como uma estratégia alimentar para se alcançar determinado objetivo. Se eu quero alcançar um determinado objetivo, então esse plano tem que ser individual, porque ele irá atender aos meus desejos.

 

Portanto, o plano alimentar sempre deverá ser individualizado, respeitando os desejos e objetivos da pessoa, entendendo seu modo de vida, sua dieta normal e procurando trazer benefícios individuais a ela.

 

Então, fazer uma dieta de modo generalizado pode não surtir efeito para a maioria das pessoas, já que cada um possui uma particularidade em relação a alimentação, que só será vista no acompanhamento com o nutricionista e um plano alimentar individualizado.

 

Quando você passa a se conhecer e a perceber comportamentos que levaram ao comprometimento da sua saúde, ou estão trazendo algum incômodo a sua aparência, sempre será mais adequado uma orientação através de um plano alimentar. Ele será diferente para cada pessoa: você poderá substituir alimentos, adquirir novos hábitos, mudar a forma de preparar e consumir um alimento que gosta, continuar comendo aquilo que gosta com rotinas diferentes e mais inúmeras estratégias que poderão ser criadas para te ajudar a alcançar objetivos sem que haja comprometimento de sua saúde.

 

Fazer uma dieta sem a devida orientação, pode levar a graves problemas no seu organismo e aí sim, você será obrigado a viver em uma constante dieta de restrição alimentar. Pense em você, pense na sua saúde.

 

 

 

Please reload

Rua Santo Afonso, 44, Sala 801, Tijuca

Rio de Janeiro, RJ, CEP 20511-170

(21) 2143-4599

(21) 2254-8186

(21) 99144-5442

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

luciananovaes.com © 2014  Todos os direitos reservados.