Buscar
  • Luciana Novaes

Sinal Vermelho na Área Verde: Uso de Agrotóxicos



Você sabia que o Brasil e os Estados Unidos são os campeões mundiais no uso de pesticidas na agricultura? Para termos uma ideia, o feijão brasileiro, tem um nível permitido para os resíduos do pesticida malationa 400 vezes mais do que é permitido na União Européia. Outro dado assustador: a nossa água possui 5000 vezes mais resíduos do herbicida glifosato, comparada com a utilizada nessa região do planeta. Falando em especial sobre o glifosato, se você ainda não ouviu, irá ouvir muito falar sobre ele. Esse herbicida, o mais utilizado no mundo, segundo o Luiz Cláudio Meirelles, pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, é um agrotóxico que nasceu especificamente para matar seres vivos, inclusive as plantas. Isso porque ele é tão potente que, no início, matava as pragas e a própria planta que se queria preservar. E aí começaram as pesquisas em transgênicos para que a planta se tornasse resistente ao agrotóxico. Com a soja transgênica, por exemplo, resistente ao glifosato, passou a ser possível sua utilização.

O problema é o que ele pode fazer com a nossa saúde. Em 2015, uma avaliação da Agência Internacional para Pesquisa do Câncer (IARC), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), descreveu o potencial cancerígeno que esse produto possui. E desde lá, essa agência séria e rigorosa em suas análises continua afirmando esse fato. Portanto, lideramos um ranking muito triste, que possui uma grande chance de piorar, com a flexibilização na utilização de outros tipos de agrotóxicos. E porque foi feita essa comparação com a União Européia?

Porque na Alemanha estão sediadas as empresas Bayer/Monsanto e a Basf, que juntas respondem por 34% do mercado de agrotóxicos no mundo. E a Monsanto é a líder mundial na produção de glifosato. O curioso, é que a utilização de agrotóxicos nesses países, onde eles são produzidos, não acontece na mesma proporção pelos países de outras regiões que compram o produto. O que isso significa? Simples, eles produzem, mas não usam, porque sabem os riscos dessa utilização. mas são responsáveis por enviarem esses produtos para países como o Brasil e contribuem sim para inúmeros problemas de saúde da população. Portanto, vale aqui uma reflexão para que possamos entender a gravidade dessa situação. Essas informações estão disponíveis no livro (na forma de E-book gratuito) Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia. E você pode ler mais sobre o assunto baixando a obra. É só clicar aqui.

#agrotóxico #insegurançaalimentar #alimentação

2 visualizações

Rua Santo Afonso, 44, Sala 801, Tijuca

Rio de Janeiro, RJ, CEP 20511-170

(21) 97677-5190

(21) 2254-8186

Me encontre nas redes sociais.

  • WhatsApp
  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • LinkedIn

luciananovaes.com © 2014  Todos os direitos reservados   .   por Nutri Learn