Buscar
  • Luciana Novaes

Plant-based Diet e a Diabetes


Plant-based diet ou traduzindo ao pé da letra, dieta baseada em plantas, é uma forma de alimentação que tem se mostrado como uma excelente ferramenta no controle de doenças crônicas como o diabetes, por inúmeros motivos: diminuição da ingestão de gorduras, aumento dos alimentos com potencial antioxidante, controle do peso, diminuição da glicose sanguínea, entre outros benefícios.


Existem várias pesquisas feitas nessa área mostrando a melhora e controle da diabetes tipo 2 por meio de uma dieta baseada exclusivamente no consumo de vegetais e mesmo assim, é raro sua indicação por profissionais de saúde. Soma-se a isso o próprio desconhecimento da população com esse tipo de alimentação, o que só impede que pacientes possam se beneficiar de uma conduta mais saudável.


Um estudo piloto realizado no Canadá, sobre o a consciência e percepção que pacientes podem ter sobre esse tipo de dieta, no tratamento e manejo do diabetes tipo 2, mostrou que dos 98 pacientes entrevistados:

  • Somente 9% faziam uma alimentação baseada exclusivamente em vegetais.

  • No entanto, 66% indicaram vontade de seguir esse tipo de dieta por três semanas, para observar alguma melhora, sendo que as preferências alimentares da família e o planejamento das refeições foram apontados como barreiras à mudança de dieta.

  • Enquanto isso, 72% dos profissionais de saúde relataram o conhecimento sobre melhoras no tratamento de diabetes em pacientes com dietas à base de plantas, mesmo assim, não tinham o costume de sugerir essa mudança ao paciente.

O que isso estudo mostrou?

Que ainda há um certo preconceito entre os profissionais de saúde na hora de recomendar uma dieta vegana. Além disso, alguns profissionais também acham que será mais difícil do paciente seguir e já tomam a decisão por eles, sem haver uma tentativa ou consulta dessa possibilidade. Também há um pensamento errôneo de que apenas o consumo de carboidratos é que influencia no mecanismo da diabetes, fazendo com que haja um maior consumo de proteínas de origem animal como carnes, leite e ovos.


Na realidade, os alimentos de origem animal, são ricos em proteínas, mas também podem possuir grandes quantidades de gordura e, as gorduras de origem animal, estão intimamente relacionadas com a diminuição da capacidade do nosso organismo em conseguir aproveitar a glicose de modo correto. Quando os alimentos de origem animal são diminuídos ou retirados do consumo em diabéticos, se observa uma melhora significativa na ação da insulina, facilitando a chegada da glicose nas células e diminuindo sua concentração na circulação sanguínea, além do aumento de consumo de fibras que também auxiliam na retirada da glicose em excesso.


Portanto, quanto mais informações temos sobre esse tipo de alimentação, mais caminhos teremos para seguir nas nossas condutas.


Segue o artigo para mais informações:

Vincent Lee, Taylor McKay, and Chris I. Ardern, “Awareness and Perception of Plant-Based Diets for the Treatment and Management of Type 2 Diabetes in a Community Education Clinic: A Pilot Study,” Journal of Nutrition and Metabolism, 2015. https://doi.org/10.1155/2015/236234.




#vegetariano #vegano #diabetes #alimentação

20 visualizações

Rua Santo Afonso, 44, Sala 801, Tijuca

Rio de Janeiro, RJ, CEP 20511-170

(21) 97677-5190

(21) 2254-8186

Me encontre nas redes sociais.

  • WhatsApp
  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • LinkedIn

luciananovaes.com © 2014  Todos os direitos reservados   .   por Nutri Learn