Buscar
  • Luciana Novaes

Existe Leite Fraco?


Doutora, será que meu leite está sustentando o bebê? Ela não ganhou muito peso esses mês... a pediatra passou um complemento, mas não sei se ajudaria...


Sabe o que é isso? Uma mãe que está preocupada com seu bebê, cheia de dúvidas e que não recebeu um atendimento humanizado e acolhedor. Porque essas perguntas são frequentes e surgem nesse período da amamentação, principalmente nos primeiros dias de vida da criança. E, infelizmente, são respondidas por pessoas que não estão preparadas para o atendimento com a mulher e reforçam a dúvida e a crença de que o leite materno é fraco e não sustenta o bebê.


Portanto, vale alguns esclarecimentos para que eu possa acalmar seu coração:


O primeiro leite que a mãe irá produzir é o colostro, um leite rico que sai em pequena quantidade, totalmente adequado para os primeiros dias de vida do bebê.

Alguns dias depois, teremos o leite de transição e aí o volume é maior, período que a mulher sente o peito cheio, mas nem sempre o bebê consegue "esvaziar" a mama. Aos poucos a produção do leite vai se acertar com a necessidade e o volume que a criança consegue mamar. E quando isso fica mais regular, que chamamos de leite maduro, pode diminuir um pouco a quantidade produzida, e a mãe pode achar que está produzindo menos leite do que o bebê precisa.


Mas e se o bebê está chorando não é fome?

Nem sempre será. O bebê utiliza o choro como forma de se comunicar e pode chorar por vários motivos. Se você tem essa dúvida, posso avaliar o que está acontecendo em uma consulta de orientação a amamentação.


Como faço para ter mais leite?

Colocando seu bebê para mamar. Quanto mais o bebê sugar, maior será a produção de leite. E é preciso esvaziar o máximo que puder os seios porque será desse modo que o corpo entende que o estoque está sendo utilizado e é necessário providenciar mais.

E tente primeiro esvaziar uma mama, para depois passar para a outra, porque no início o leite é rico em água, vitaminas, sais minerais e fatores de proteção. Nessa sequência, o leite se modifica e passa a ser um leite com maior quantidade de gordura, o que faz o bebê ganhar peso e crescer.

Se ele não beber esse leite mais gorduroso, terá fome mais cedo e daí você pensa: nossa, meu bebê já tá com fome e meu leite não tá sustentando.


Como está sendo a pega?

Esse é um fator que pode interferir e fazer com que a mamada seja inadequada. O bebê precisa abocanhar uma parte da auréola, não só o bico, e fazer movimentos de ordenha para a retira da do leite. Se a criança estiver mal posicionada e não conseguir sugar de forma adequada ficará irritada, balançando a cabeça. Nesse momento ela está dizendo: assim não tá bom! E a mãe acaba interpretando que o bebê não quer mais seu leite.


Por isso a consulta de amamentação com um nutricionista especializado nessa área pode te ajudar muito. Também é importante você ter ajuda de pessoas próximas ou alguém que te dê confiança, seja amigos ou um grupo de apoio. Saiba que outras mulheres passam pelas mesmas situações que você passa e que se elas conseguiram superar isso, você também consegue.


Tenha paciência, não se cobre tanto e tenha a certeza de que o leite materno é o melhor alimento para o bebê, ele nunca será fraco ou insuficiente. E aproveite esse momento, porque além da nutrição, a amamentação oferece carinho, conforto e segurança ao seu bebê, unindo vocês cada vez mais e isso não tem fórmula no mundo que consiga substituir.


0 visualização

Rua Santo Afonso, 44, Sala 801, Tijuca

Rio de Janeiro, RJ, CEP 20511-170

(21) 99144-5442

(21) 2143-4599

(21) 2254-8186

Me encontre nas redes sociais.

  • WhatsApp
  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • LinkedIn

luciananovaes.com © 2014  Todos os direitos reservados   .   por Nutri Learn