Chufa, parece noz, mas não é

07/10/2016

 

 

Você já conhecia a chufa? Não? São essas bolinhas, de nome engraçado, ainda uma novidade para nós aqui no Brasil, mas já não são tão difíceis de encontrar.  Em algumas regiões do Nordeste elas podem ser encontradas (lá é conhecida como junça), no Sul e Sudeste são chamadas de junquinho, e já possuem marcas importadas, a grande maioria da Espanha, que estão mandando esse alimento pra cá. Nos Estados Unidos ela é conhecida como Tiger Nuts, por causa dessa aparência rajada.

 

Mas, afinal o que é a chufa? Ela é um tubérculo. Seu nome científico é Cyperus esculentus L. Apesar desse formato que lembra as nozes e castanhas, ela faz parte da família das batatas, do aipim, do inhame... possui um sabor doce que lembra o sabor do coco, podendo ser consumidas puras ou misturadas a frutas.

 

A farinha de chufa também é um produto que conseguimos achar por aqui, e pode ser adicionada a um shake, a bolos, sucos, enriquecendo muito a preparação.

 

O seu extrato vegetal é muito apreciado, conhecido como Horchata de Chufa. Se torna mais uma opção para os vegetarianos ou quem deseja retirar o leite de vaca da alimentação. Clique aqui e veja as receitas com a chufa.

 

Vantagens da chufa:

  • Rica em fibras, 18x mais do que na batata.

  • Rica em gordura monoinsaturada (principalmente ômega-9).

  • Rica em potássio e magnésio, podendo auxiliar na manutenção do cálcio no organismo.

  • Aumenta a sensação de saciedade.

  • Auxilia no aumento do HDL, que é o colesterol que protege nossas artérias.

No estudo de Matos, Cavalcante e Parente (2008), os resultados obtidos mostraram que o plantio da chufa no Ceará foi totalmente viável, que os tubérculos produzidos eram de alto valor nutricional e energético, com uma composição rica em amido, maltose e 15,25% de glicerídios (óleo fixo) dos ácidos graxos cáprico, caprílico, palmítico, oléico e araquidônico.

 

A grande desvantagem ainda é o preço no Brasil. Um saquinho de 200g pode custar até R$ 30,00. Mas, quando se fala em alimentação, não existe um único alimento que não possa ser substituído por outro, que apresente uma composição semelhante. Enquanto a chufa não pode democraticamente fazer parte da mesa do brasileiro, existem outros alimentos que conseguem se igualar a ela nos nutrientes.

 

2,5 colheres (sopa) de chufa podem ser substituídas por:

  • 1/2 abacate (para igualar a quantidade de gordura monoinsaturada).

  • 5 colheres (sopa) de aveia (para ficar bem próxima da quantidade de fibra da chufa).

  • 1 banana prata (que possui a mesma quantidade de potássio).

Curioso para conhecer a chufa? Você a encontra em diversas lojas de produtos naturais e lojas de departamentos pela internet.

 

Please reload

Rua Santo Afonso, 44, Sala 801, Tijuca

Rio de Janeiro, RJ, CEP 20511-170

(21) 2143-4599

(21) 2254-8186

(21) 99144-5442

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

luciananovaes.com © 2014  Todos os direitos reservados.