Buscar
  • Luciana Novaes

Como Está a Sua Alimentação?


A melhor garantia para ter uma alimentação adequada na gravidez é ter variar os alimentos, de preferência com muitos legumes, verduras e frutas. Será nesse grupo, os vegetais, que o seu bebê encontrará importantes fontes de vitaminas e minerais, que serão indispensáveis ao desenvolvimento dentro do útero. O correto é comer para atender a vocês dois e não comer por dois.


Vou te dar alguns exemplos:


A vitamina A  é importante para auxiliar o desenvolvimento dos órgãos do bebê, ajudar no crescimento ósseo e na formação do que se tornará o dentinho do bebê. Além disso, essa vitamina é responsável pela saúde dos olhos tanto do bebê quando da mãe e é importante para que a imunidade esteja em dia, protegendo contra doenças.

Sua falta acarreta diminuição das defesas contra infecções e pode levar a problemas de visão.

Onde encontrar: No leite e derivados, gema, fígado, frutas de cor alaranjada como o mamão e a manga, legumes como a cenoura e a abóbora.


Ácido Fólico tem influência na formação do bebê. Por isso que essa vitamina já deve ser iniciada antes de engravidar.

Sua deficiência amenta o risco de malformação fetal.

Onde encontrar: fígado e verduras de cor verde escura, como brócolis.


Carboidrato, tão temido e tão necessário, porque sem ele você não terá energia e o seu bebê também não atingirá o peso correto. Além disso, a sua falta leva a perda de massa muscular, o que não é legal principalmente na gestação.

Onde encontrar: na batata, aipim, inhame, arroz e massas, como pão e macarrão


Ferro, mineral importantíssimo para a formação das células sanguíneas do feto. O aumento do volume sanguíneo na mãe também exige maior produção de hemoglobina, pigmento que dá a cor vermelha às células do sangue e responsável pelo transporte do oxigênio.

A carência severa provoca anemia materna e isso compromete o crescimento e desenvolvimento do bebê.

Onde encontrar: fígado, carnes em geral, leguminosas como o feijão e vegetais como a couve.


Vitaminas D e E são importantes para manter a saúde materna. A vitamina D promove a absorção de cálcio e fósforo e sua fixação nos ossos e dentes, além de proteger como doenças crônicas, sendo uma delas a diabetes.

A carência severa pode levar raquitismo na gestante e alteração óssea no bebê.

Onde encontrar vitamina D: laticínios, fígado e gema sendo ricos em ambas, mas é necessário pegar Sol para que seja absorvida de forma adequada.

Onde encontrar vitamina E: no milho, soja, castanhas, óleos vegetais, aveia, feijão e verduras.


Vitamina C é fundamental para a formação do colágeno, que compõe pele, vasos sanguíneos, ossos e cartilagem. Aumenta a absorção do ferro e fortalece o sistema imunológico.

A sua carência severa leva ao enfraquecimento das defesas imunológicas da mãe e fragilização do tecido vascular.

Onde encontrar vitamina C: nas frutas cítricas, goiaba, manga, caju, rabanete, tomate, pimentão.


Niacina (Do complexo B) estimula o desenvolvimento cerebral do feto. Tem a propriedade de transformar glicose (açúcar) em energia, mantendo a vitalidade das células maternas e fetais.

A carência severa pode causar diarreia, dermatite e intenso nervosismo na gestante.

Onde encontrar: em cereais, verduras, legumes, gema de ovo, carne magra, leite e derivados.


Outra vitamina do complexo B, a Tiamina (conhecida como B1) - Favorece também o metabolismo energético materno e fetal, transformando glicose em energia.

A carência severa pode provocar insuficiência cardíaca e fraqueza muscular na gestante.

Onde encontrar: carnes, cereais integrais, frutas, ovos, legumes, leveduras são as grandes fontes de B1.


Piridoxina (B6) é importante para o crescimento e ganho de peso do bebê, principalmente a partir do segundo trimestre da gestação.

A carência severa desta vitamina leva ao baixo peso fetal e irritabilidade na gestante.

Onde encontrar: no trigo, milho, fígado, frango, peixe, leite e derivados e leveduras.


Magnésio, um grande ativador das enzimas responsáveis pela aceleração das reações químicas do organismo. Atua no funcionamento celular, dando condições para a formação e o crescimento dos tecidos.

A carência severa causa a fadiga excessiva na gestante.

Onde encontrar: nas nozes, soja, cacau, frutos do ar, cereais integrais, feijões e ervilhas.


Cálcio e Fósforo, dupla importante que participa da formação dos dentes e ossos do bebê. O cálcio também atua no processo de coagulação e contração muscular.

A carência severa pode resultar na má formação óssea e dentária do feto. Na mãe, levar a gengivite e cãibras.

Onde encontrar cálcio: no leite e derivados, gema e em cereais integrais, como sementes de girassol, abóbora e gergelim. Carnes magras e laticínios fornecem fósforo.


Tem dúvidas em como está sua alimentação ou o que comer para ajudar seu corpo e seu bebê crescer saudável? Procure um nutricionista, que será o profissional mais indicado na orientação sobre a alimentação mais adequada.



Rua Santo Afonso, 44, Sala 801, Tijuca

Rio de Janeiro, RJ, CEP 20511-170

(21) 97677-5190

(21) 2254-8186

Me encontre nas redes sociais.

  • WhatsApp
  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • LinkedIn

luciananovaes.com © 2014  Todos os direitos reservados   .   por Nutri Learn